Mesa 5 – Redes WiFi, de Telefonia Móvel e Espectro Livres: novas tecnologias para uma nova era de comunicação digital

drica/ novembro 11, 2017/ Mesas/ 0 comments

14h – 16h

Mediação: Adriana Veloso (UnB)

1. Peter Bloom (Rhizomatica) Apresentação em PDF
2. Jeferson Leite (UFPA)  – Apresentação em PDF
3. Marcelo Menezes de Carvalho (UnB)Apresentação em PDF
4. Paulo Lara (Goldsmiths)Apresentação em PDF

O apelo para retorno financeiro envolvido na gestão do espectro é muito poderoso, dificultando que os reguladores e os governos nacionais abandonem a ideia de uso exclusivo, e comercial do espectro. A restrição do uso do espectro cria um ambiente onde o preço determina os atores e as regras de acesso, impondo uma relação comercial entre a sociedade civil e esse direito fundamental com amplo recurso.

Um dos temas específicos a serem abordados ressalta a recente mobilização em torno das chamadas redes livres de celulares: buscando responder à ausência de serviços comerciais, projetos piloto no Brasil e no México têm trabalhado em parceria com comunidades e investido em equipamentos e instalações de redes locais de celulares que são mantidas pelos próprios usuários dos serviços. Que desafios vêm sendo enfrentados tanto em nível técnico e organizacional quanto em nível político e jurídico para garantir a autonomia e sustentabilidade dessas redes de computadores e redes de comunicações sem fio?

Table 5 – WiFi Networks, Mobile Telecommunication and Free Spectrum: new technologies for a new era in digital communication

The appeal of revenue involved in spectrum management is very powerful making it difficult for regulators and national Governments to let go of exclusive commercial use of the spectrum. The restriction of the use of the spectrum creates an environment where pricing determines the actors and rules for access, imposing a commercial relationship between civil society and this fundamental right and ample resource.

One of the specific themes to be approached highlights the recent mobilization around free mobile networks: which respond to the absence of commercial services, pilot projects in Brazil and Mexivo have in collaboration with communities, invested in equipments and the installation off local mobile networks, and are maintained by the users of the sevices. What are the challenges being faced on a technical and organizational level as well as politically and legally to guarantee the autonomy and sustainability of these computer and mobile communication networks?

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*